“Mesmo”: uma verdade inconveniente!

Um caso de emprego da palavra “mesmo”

 

É comum encontrarmos por aí, o emprego da palavra “mesmo” para substituir substantivos, como se isso fosse exemplo de variante culta da língua. Não é!

A palavra “mesmo” empregada como referenciador com a função de pronome demostrativo deve ser usada para acompanhar substantivos: nunca substituí-los.

Veja os exemplos:

“O menino atravessava a rua, depois o mesmo resolveu voltar”. (Errado)

A fim de adequar esse exemplo à variante culta da Língua, poderíamos substituir mesmo pelo pronome ele, por exemplo.

“O menino atravessava a rua, depois ele resolveu voltar”.(Certo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: